Você está em Ajuda > Biografias

Cristóvão Colombo


Navegador genovês (1451-1506). Descobriu a América e acabou ligando a Europa ao Novo Mundo.

Cristóvão Colombo foi o primeiro homem a comprovar o que muita gente, em sua época, já desconfiava: o mundo, na verdade, tinha uma forma esférica. Ele acreditava ser possível viajar para o leste ou para o oeste e acabar retornando ao ponto de partida. Colombo nasceu em Gênova, cidade portuária no norte na Itália, onde cresceu circulando entre navios e marinheiros. Naquela época, o comércio europeu com o Extremo Oriente, praticado principalmente por mercadores venezianos que seguiam a rota descoberta por Marco Pólo, estava florescendo. O problema é que o caminho terrestre de pólo era extremamente longo e difícil.

Alguns navegadores, como Colombo, acreditavam na possibilidade de que o mundo era esférico e estavam convencidos de que poderiam chegar ao Oriente, no leste, viajando para oeste.

Hoje, sabemos que o mundo é, de fato, uma esfera com grandes massas de terra nos hemisférios oriental e ocidental. Mas, na Europa, até a época de Colombo, em geral, acreditava-se que a Terra fosse achatada como um prato e quem navegasse para muito longe no oceano acabaria caindo pela borda.

Colombo estava disposto a fazer a experiência – potencialmente mortal – de viajar a oeste para atingir o leste e saiu em busca de um governo que financiasse sua aventura. Os governantes das cidades italianas de Gênova e Veneza assim como de Portugal recusaram sua proposta. Ele procurou então o rei Fernando V de Aragão (1452-1516) e a rainha Isabel I (1451-1504) de Castela, na Espanha, que concordaram em fornecer três navios (Nina, Pinta e Santa Maria) e a tripulação necessária. Colombo zarpou do porto de Palos na Espanha, no dia 6 de setembro de 1492. Depois de uma viagem de cinco semanas, durante as quais seus marinheiros quase se amotinaram, no dia 12 de outubro de 1492 a expedição provavelmente onde hoje se localizam as Bahamas. Depois visitou o que atualmente corresponde aos territórios de Cuba, Haiti e República Dominicana.

Poucos fatos na história da humanidade foram tão importantes quanto a chegada de Cristóvão Colombo nas Américas. Importante: Colombo não "descobriu" a América, pois, quando ele chegou ao Caribe, que ele pensava ser a Índia, havia cerca de nove milhões de nativos no hemisfério ocidental. Estes, no entanto, não tinham a menor idéia de que houvesse um hemisfério oriental, assim como os europeus nem desconfiavam da existência de um continente a oeste. Os dois hemisférios eram tão diferentes e independentes como se realmente existissem em planetas separados. O grande feito de Colombo foi uni-los.

Colombo retornou à Espanha em 15 de março de 1493 e fez outras viagens de colonização em 1493, 1500 e 1502. Em 1506 ele morreu, ainda acreditando que atingira a Ásia. Suas descobertas foram tratadas com entusiasmo pelas autoridades espanholas, que fizeram um tremendo esforço na exploração e colonização das terras recém-descobertas. Para elas, na verdade, Colombo havia mesmo descoberto um "Novo Mundo".

Como referenciar: "Cristóvão Colombo" em Só História. Virtuous Tecnologia da Informação, 2009-2018. Consultado em 26/05/2018 às 03:24. Disponível na Internet em http://www.sohistoria.com.br/biografias/colombo/