Você está em Ajuda > Resumos

Resumo - Cronologia da Segunda Cruzada

1145, 14 de Dezembro.
O Papa Eugênio III proclama a 2.ª Cruzada.

1146, 31 de Março.
Sermão de São Bernardo de Claraval na basílica de Vézelay, a pregar a Cruzada.

1146, 15 de Setembro.
O atabaque de Alepo, Zinki é assassinado pelos seus pajens. O reino de Edessa é partilhado pelos seus dois filhos, Ghazi e Nur ed-Din.

1146, 27 de Outubro – 3 Novembro.
Jocelino II reocupa Edessa.

1146, 25-27 de Dezembro.
São Bernardo de Claraval ordena a Conrado III, imperador alemão, que dirija a cruzada.

1147
Partida do rei de França, Luís VII, e de Conrado III para a Palestina.

1147, 4 de Outubro.
Luís VII chega a Constantinopla.

1147, 26 de Outubro.
Os cruzados alemães, abandonados pelos bizantinos, são esmagados em Dorileia.

1148, Março.
Luís VII desembarca em Antioquia.

1148, 23 de Julho.
As tropas francesas, os sobreviventes da cruzada alemã e os cavaleiros da Terra Santa põem cerco a Damasco. Abandonam-no cinco dias depois, sem terem conseguido conquistar a cidade.

1149, Primavera.
Luís VII e Conrado regressam a França. A Segunda Cruzada falha e o mito da invencibilidade dos Francos é arrasado.

1149, 29 de Junho.
Nur ed-Din derrota os francos em Ma'arra, e mata Raimundo de Poitiers.

1150
Perante a ameaça muçulmana, Balduíno III abandona Turbessel e outras fortalezas do Norte do reino de Jerusalém.

1153, 19 de Agosto.
 Os Francos tomam Ascalon, que lhes resistia desde a Primeira Cruzada. 

1153, 20 de Agosto.
 São Bernardo morre no mosteiro cistercense de Claraval, de que era abade desde 1115.

1154
 Nur ed-Din entra em Damasco.

1155
 Ataque normando contra Alexandria, no Egito.

1155-1156
Renaud de Châtillon, príncipe de Antioquia, põe Chipre a saque.

1158
Harim é retomada por Balduíno III.

1159
O Príncipe de Antioquia reconhece o Imperador Bizantino como seu suserano.
- Os Francos com a ajuda dos Bizantinos põem cerco a Alepo.
- Os Bizantinos fazem a paz com Nur ed-Din.

1162, 10 de Janeiro.
Morte de Balduíno III. O seu sobrinho, Amaury I sobe ao trono de Jerusalém.

1164
Amaury I cerca  Pelusa, mas tem que levantar o cerco porque Nur ed-Din retoma Harim.

1167
Amaury I, rei de Jerusalém, ocupa o Cairo.

1168
Expedição de Amaury I ao Egito, que fracassa 
- Nur ed-Din reocupa o Cairo.

1169
Saladino (Salah ed-Din), fundador da dinastia curda dos Ayyubidas, é nomeado vizir do Egito por Nur ed-Din, califa de Damasco. 

1170
Amaury I bate Nur ed-Din no Mar Morto e Saladino em Gaza.

1171
Saladino elimina o califado fatímida do Cairo. A divisão dos muçulmanos entre o califado de Damasco e o califado do Cairo desaparece. 

1173
Saladino manda construir  um convento no Cairo. Adota o título de malik - rei - e ocupa o Alto Egito e envia uma expedição ao Iêmen.

1174, 15 de Maio.
Morte de Nur ed-Din. Saladino apodera-se do poder na Síria. 
- Morte de Amaury I. Começo do reinado de Balduíno IV.

1176
Os Turcos seljucidas do Rum aniquilam o exército bizantino do imperador Manuel Comneno em Myriocefalo.
- Saladino começa a construção da grande cidadela do Cairo.

1177
Cruzada dirigida pelo conde da Flandres, Filipe da Alsácia.

1177, 25-26 de Novembro.
Saladino é derrotado em Montgisard por Balduíno IV.

1179
Saladino ataca Tiro.
1180
Saladino e Balduíno IV assinam uma trégua.

1182, Agosto.
Saladino ataca Nazaré e Tiberíade e tenta tomar Beirute para dividir em dois os Estados latinos.
- Massacre de Latinos em Constantinopla.

1183
Expedição de Renaud de Châtillon contra Medina. A expedição é aniquilada por Saladino, que se torna o grande vingador do Islã. A trégua de 1180 acaba.

1183-1184.
Saladino ataca Alepo e devasta a Samaria e a Galileia.

1184
Advento de Abu Yusuf Ya'qub al-Mançur. Apogeu do império almoada.  

1185
Assinatura de uma nova trégua de quatro anos entre Saladino e Balduíno IV.

1187
Guy de Lusignan torna-se rei de Jerusalém, depois do breve reinado de Balduíno V, impedindo a subida ao trono de Raimundo III de Trípoli, que se refugia em Tiberíade.

1187 Renaud de Châtillon ataca uma caravana que se dirigia para Meca, pondo fim à trégua acordada dois anos antes.

1187, 4 de Julho.
Desastre de Hattin, onde Guy de Lusignan é feito prisioneiro. 
- Saladino volta a tomar Acre, Jafa, Cesareia, Sídon, Beirute e Ascalon.

1187, 20 de Setembro – 2 de Outubro.

Cerco e tomada de Jerusalém pelos muçulmanos. O Santo Sepulcro é fechado e as mesquitas reabertas

Como referenciar: "Resumo - Cronologia da Segunda Cruzada" em Só História. Virtuous Tecnologia da Informação, 2009-2018. Consultado em 19/06/2018 às 19:29. Disponível na Internet em http://www.sohistoria.com.br/resumos/cronologias.php