Origem do Homem
 Evolução Humana
 Tempo Histórico
 Períodos da História
 Grandes Civilizações
 Descobrimento do Brasil
 Território Brasileiro
 Três Poderes
 Guerra do Paraguai
 Guerra Fria
 Primeira Guerra Mundial
 Segunda Guerra Mundial
 Revolução Russa
 Guerra dos Canudos
 Revolução Farroupilha
 Inconfidência Mineira
 Laifis de História
 Mais Conteúdos [+]

 Exercícios Resolvidos
 Provas de Vestibular
 Simulados On-line
 Jogos On-line

 Área dos Professores
 Atualidades
 Profissão Historiador
 Dicionário de História
 História Ilustrada
 Personalidades Históricas
 Resumos

 Curiosidades
 Lendas & Mitos
 Links Úteis
 Datas Comemorativas
 Efemérides
 Hoje na História
 Indicação de Livros
 Indicações de Filmes
 Vídeos
 Textos dos usuários
 Hinos
 Mapas Históricos
 Fale Conosco

 
Busca Geral

 

Galileu Galilei


Cientista italiano (1564-1642). Viu objetos jamais observados por outros astrônomos e quase foi condenado á morte, ao sustentar que a Terra não era o centro do universo.

 

O primeiro astrônomo a fazer uso freqüente e sistemático de um telescópio, Galileu Galilei iniciou uma nova era na história da astronomia. Nascido em Pisa, na Itália, filho do matemático Vincenzo Galilei, na adolescência ele estudou física e escreveu um tratado sobre a gravidade específica dos corpos sólidos. Aos 24 anos de idade, tornou-se professor de matemática em Pisa. Foi nesta cidade que ele desenvolveu a teoria de que dois objetos de pesos diferentes caíam com a mesma velocidade. E, conta-se, embora não haja nenhum registro desse fato, ele teria demonstrado sua teoria sobre a famosa Torre de Pisa, de onde atirou simultaneamente uma bola de metal e outra de madeira que atingiram o chão ao mesmo tempo.


Entre 1592 e 1610, Galileu foi professor na Universidade de Pádua. Em 1609, ele construiu um telescópio baseado no que fora inventado algum tempo antes por Hans Lippershey (1570-1619), na Holanda. Apontando seu telescópio para o céu, Galileu viu objetos que ninguém jamais havia observado antes. Em 7 de janeiro de 1610, ele descobriu Io, Europa, Ganimedes e Calisto, as quatro maiores luas de Júpiter. Três delas, aliás, são maiores até do que a Lua que órbita ao redor de nosso planeta.


Galileu afirmou que Júpiter, assim como Marte e Vênus, era um corpo esférico. Ele também investigou Saturno. Em cada lado do planeta, ele observou o que pareciam ser duas luas que nunca mudavam de posição. Mas o que ele realmente vira foram as bordas do grande sistema de anéis de Saturno. Com seu telescópio, Galileu pôde ver os anéis, mas seu instrumento não era tão preciso para determinar exatamente o que eram aqueles pontos. Ele também estudou a superfície da Lua e descobriu manchas na superfície do Sol, o que ajudou a provar que a estrela também girava sobre um eixo.


Galileu aceitava, e defendia publicamente, a teoria postulada por Nicolau Copérnico de que o Sol, e não a Terra, era o centro de nosso Sistema Solar. Em 1616, a Igreja Católica, que sustentava a visão oposta (ou seja, que o centro era a Terra), proibiu que Galileu divulgasse ou ensinasse suas idéias. Em 1632, numa atitude desafiadora, ele publicou seu Diálogo sobre os Dois Maiores Sistemas do Universo, o que atraiu a ira da Igreja. Colocado num tipo de prisão domiciliar, Galileu viveu o resto de sua vida em uma vila perto de Florença investigando os céus.


Em 8 de janeiro de 1642, ele morreu. Estava quase cego por observar as manchas solares sem uma proteção nos olhos. Trezentos e cinqüenta anos mais tarde – em 31 de outubro de 1992 –, suas teorias foram reconhecidas formalmente pelo papa João Paulo II.

 

Curta nossa página nas redes sociais!

 

 

Mais produtos

 

Sobre nós | Política de privacidade | Contrato do Usuário | Anuncie | Fale conosco

Copyright © 2009-2014 Só História. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Virtuous.