Você está em Ajuda > Biografias

Abraham Lincoln


Estadista norte-americano (1809-1865). Advogado e anti-escravagista, tornou-se um dos mais importantes presidentes dos Estados Unidos.

Ao lado de George Washington, Abraham Lincoln é considerado um dos mais importantes presidentes americanos da história. Nascido em uma cabana próximo a Hodgenville, Kentucky, em 12 de fevereiro de 1809, aos dezenove anos idade ele ingressou na tripulação de uma barcaça que transportava produtos agrícolas pelos rios Ohio e Mississípi até Nova Orleans. Em 1830, junto com seu pai, sua madrasta e seus meios-irmãos, Lincoln mudou-se para Decatur, no Illinois, onde trabalhou durante algum tempo cortando toras para cercas. Em 1831, ele deixou sua casa e trabalhou em vários tipos de empregos, como condutor de barcos e lojista.

Em 1834, Lincoln foi eleito para o Legislativo do estado de Illinois, onde ficou até 1843. tornou-se advogado em 1837 e foi eleito para a Câmara Representativa dos Estados Unidos em 1846, onde cumpriu um mandato antes de voltar para Springfield, Illinois, para exercer a advocacia. Abolicionista convicto, e crítico declarado da escravatura, Lincoln participou de vários debates com o orador e senador americano Stephen Douglas (1813-1861) sobre se a escravatura deveria ou não ser legalizada nos novos territórios que se haviam tornado estados.

A oratória brilhante de Lincoln nos Debates Lincoln-Douglas o fizeram famoso nacionalmente, e o recém-formado Partido Republicano o escolheu para concorrer contra Douglas nas eleições para o Senado americano em 1858. Embora tenha perdido, em 1860 os republicanos o escolheram como candidato à presidente. E Lincoln foi eleito.

Em 4 de fevereiro de 1861, pouco depois de ele assumir o cargo, os onze estados sulistas – Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia, Louisiana, Carolina do Norte, Mississípi, Carolina do Sul, Texas, Tennessee e Virgínia – se separaram da União e formaram os Estados Confederados da América. Lincoln, então, decidiu ir à guerra para tentar restaurar a União. Era o início da Guerra Civil Americana (1861-1865), ou Guerra de Secessão, um conflito que colocava em choque pontos de vista muito diferentes. Enquanto o Norte queria que os Estados Unidos continuassem a ser uma única nação, o Sul pretendia que se formassem duas nações independentes. Apesar da superioridade militar e industrial da União, a primeira grande batalha, que ocorreu no dia 21 de julho de 1861, teve uma esmagadora vitória da Confederação. Por dois anos consecutivos, as forças da União tentaram partir para a ofensiva, mas os confederados sempre as derrotavam.

A história começou a mudar em julho de 1863, quando ocorreram os dois confrontos mais sangrentos do conflito. As forças do Sul, ao tentar invadir o Norte, foram detidas em Gettysburg, Pensilvânia. E as forças da União capturaram a fortaleza dos confederados em Vicksburg, Mississípi. Foi durante uma cerimônia em Gettysburg que Lincoln proferiu um famoso discurso em que prometeu que "nesta nação, sob a graça de Deus, terá um renascimento da liberdade; e o governo do povo, pelo povo e para o povo não perecerá sobre a Terra". O sonho de Abraham Lincoln de um país unificado foi enfim assegurado. Mas, infelizmente, o próprio Lincoln não sobreviveu para usufruir a paz tão duramente conquistada. Em 14 de abril de 1865, enquanto assistia a uma apresentação no Teatro Ford, em Washington, ele foi assassinado por John Wilkes Booth (1838-1865), um ator desempregado escravagista e simpatizante da causa dos confederados.

Como referenciar: "Abraham Lincoln" em Só História. Virtuous Tecnologia da Informação, 2009-2018. Consultado em 26/05/2018 às 10:32. Disponível na Internet em http://www.sohistoria.com.br/biografias/abraham/